Google+ Badge

segunda-feira, 25 de novembro de 2013

VIRGEM MARIA

  Virgem Maria mãe de Jesus e nossa mãe: Nasceu numa pequena aldeia de Israel, num meio de gente modesta daquele tempo, seus pais eram s. Joaquim e Santa Ana, ao fazer um ano de vida seus pais deram uma festa e convidaram os Sacerdotes e Escribas os Sacerdotes abençoaram Maria. Ela foi crescendo e quando completou três anos, seus pais levaram-na ao Templo e os Sacerdotes a consagraram a Deus para sempre. Maria ficou no Templo até completar doze anos, a partir dessa idade como era considerada donzela não podia continuar mais no templo.
  
  Então os Sumos-sacerdotes, convidaram todos os homens viúvos da região para uma reunião, pedindo para que cada um deles trouxesse um Bastão (pau). Depois de terem feito uma oração de Graças a Deus, eles deviam obter um sinal de Deus, e que esse sinal recaísse no bastão do homem que deviam de tomar conta de Maria. Segundo o que se encontra escrito por São Tiago, esse sinal recaiu sobre o Bastão de São José, mas ele não queria tomar conta de Maria dizendo: que tinha filhos e que era muito velho enquanto Maria era uma menina, e não gostaria que os filhos de Israel fizessem pouco dele.
   Então o Sacerdote perguntou a José: não temes a Deus? Então José com medo, recebeu Maria sobre a sua proteção e disse-lhe: tomei-te no templo e deixo-te agora em minha casa, mas vou continuar o meu trabalho e Deus te Guardará.
  
   Segundo o que foi escrito por São Tiago, certo dia Maria, pegou num cântaro de barro e foi a fonte, ai lhe apareceu o Anjo do Senhor e disse-lhe! Não temas Maria pois alcançaste a Graça do Senhor Deus Omnipotente, vais conceber pela sua graça. Maria pensou que ia conhecer Deus, mas o Anjo do Senhor disse-lhe não é assim, pois a sombra do Altíssimo te cobrirá e o fruto Santo que vai nascer será chamado Filho do Altíssimo e chamar-lhes-ás Jesus. Quando José regressou a casa, já Maria ia no sétimo mês de gravidez, José interrogou Maria sobre o assunto, mas Maria só lhe respondia que não sabia pois não tinha conhecido varão nenhum, José começou a pensar o que deveria fazer se escondesse a gravidez de Maria seria pecado, mas se a denunciasse o que lhe fariam o povo de Israel. Durante a noite em sonhos apareceu-lhe o Anjo do Senhor que lhe disse a José: não temas esta donzela. Pois o que ela carrega no seu ventre é fruto do Altíssimo, ela dará à luz um Filho a quem porás o nome de Emanuel (Jesus).

  Mas todas estas coisas não foram fáceis tanto para José como para Maria, Maria era uma mulher simples trabalhava como qualquer outra pessoa, dedicou a sua vida ao seu Amado Filho e a Deus Pai. Ela se entregou de corpo e alma para Deus, acompanhou Jesus e sofreu muito, porque sabia que o Seu Amado Filho tinha que sofrer muito para nos salvar, qual seria a dor da Virgem Maria, ao ver o seu Amado filho ser injuriado e mal tratado, e ser crucificado numa Cruz sem ter cometido crime algum e ter feito a mais pequenina coisa, apenas pregava a boa nova de Deus e a salvação dos Povos, para que as pessoas se convertessem a Deus Pai arrependendo-se dos seus pecados.
  A virgem Maria a quem nós, chama-mos de Nossa Senhora de Fátima, com a sua simplicidade, entregou-se e entregou tudo nas mãos de Deus, a Sua vida, a maneira de ser e de agir e por fim o Seu Amado Filho. A Virgem Maria, dedicou todo o seu tempo a Deus e ao seu Filho, hoje Ela continua a interceder por nós junto de Deus Pai. Quando o seu amado Filho partiu para o Pai, Ela continuou com os apóstolos a ensinar como se devia fazer para alcançar o perdão das nossas faltas, e assim podermos chegar à vida eterna.
  
  Depois de Jesus ter partido para junto do Pai, Deus Pai deixou a Virgem Maria na terra durante muito tempo, para que a Igreja nascesse e tivesse uma Mãe, uma Mestra, uma Consoladora dos aflitos, A Virgem Maria revelou aos Evangelistas, os segredos da vida oculta de Jesus Cristo. Ela animou os primeiros Mártires, inspirou as Virgens e Viúvas. Quando chegou a hora de Partir, Deus não a quis abandonar à corrupção do túmulo o seu corpo que esteve sempre unido a Deus. Como Esposo dos Cantares ardia o desejo de tê-la a seu Lado no Céu: Por isso Deus Disse-lhe: << Levanta-te! Anda, ó minha bela amada, minha pomba graciosa e vem daí>>. Os anjos e os Santos acompanharam a Virgem Maria em cortejo até ao Céu. O Pai recebeu-a como a filha mais perfeita das suas filhas; o Filho sentou-a à sua direita como Mãe Imaculada; o Espirito Santo reconheceu-a como sua Esposa privilegiada.
  O seu poder não tem limites, que não sejam os que o amor do Seu filho tem por Ela. Por isso a Virgem Maria é Refugio dos pecadores, protetora dos Justos, Recurso dos povos, Consoladora dos Aflitos, Esperança e amparo da Igreja. O segredo do seu poder é o amor que Ela dá ao coração de Jesus. Quem mais do que Ela, pode saciar-se nessa fonte de água viva, e abrir esse tesouro, a Virgem Imaculada é a mãe do Salvador, é a Esposa do Reis dos Reis é digna de toda a Veneração. Por tudo que acabamos de escutar devemos juntar a nossa voz à corte Celestial e aclamar à Virgem Maria dizendo: << Tu és a Glória de Jerusalém, Tu és a Gloria de Israel: Bendita és tu entre as mulheres!>>. A Virgem Maria ou para nós Nossa Senhora de Fátima que Festejamos a 13 de Maio, Data em que ela apareceu aos Pastorinhos na Cova de Iria.

VIRGEM MARIA

Ó Virgem Maria…
 Mãe de Jesus e nossa mãe;
Tu elevas os teus olhos:
Para a nossa inocência de Crianças.
Ó Virgem Maria…
Tu que sofreste os Teus Martírios;
Ao veres o teu amado Filho:
Crucificado numa cruz.
Entregas-te os teus dias…
Ao criador da tua vida e luz;
Entre lágrimas Te despedistes:
Para seres uma Virgem Santa.
Elevado ao céu foste Tu…
Para que vissem a tua luz,
Quiseste salvar o mundo:
E Tua alegria perdeste.
Hoje te recordo Virgem Mãe…
Com o Teu belo rosto;
Que é belo muito belo:
Mais belo que as mais belas flores.

Autor: Santa Cruz

Nota o poema e de minha autoria o texto foi escrito baseado em escrito de São Tiago
Deposito Legal Nº 308606/10
ISBN Nº 978-989-8261.88-5








sexta-feira, 8 de novembro de 2013

SONHO DE AMOR

    Se eu soubesse como descrever o que eu sinto, mas não é assim tão simples. Eu sei o que queima dentro de mim, é tão forte que se desfaz em ruim, e tão suave que rebora mil coisas novas, e me dá a força que eu preciso, para abrir novamente os meus olhos, e ver-te dentro de mim, então eu sei aquilo que sinto.
  
   Mas eu sinto mais do que aquilo que tu pensas, porque não há noite que não me surpreenda, e não há dia que eu não ache que o meu desejo de ter-te nos meus braços não seja maior. Ó meia-noite e cinquenta, e o meu desejo é roubar-te um doce beijo, para tornar os teus beijos no meu doce desejo, e o nosso tempo e a nossa história em nada poderá mudar.
  
  Não posso nem quero perder-te, porque aquilo que sinto por ti é simplesmente amor. Eu posso senti-lo através dos meus medos de ter perder, mas eu tenho a tua mão para me segurar, por isso nada podes fazer porque eu tenho-te a meu lado e me fazes sentir feliz. O que mais posso pedir-te, nada mais porque tu me amas.

   Milhares de sorrisos inundam o nosso quarto, o meu mundo mudou completamente, e nada mais é meu, é tudo teu, meu lindo e doce amor, jamais posso viver sem ti, mas um dia iremos separar-nos, mas peço ao Meu Senhor e Meu Deus, que quando isso acontecer me leve primeiro, porque se fores tu meu amor, eu não saberei viver sem ti.

 Sonho de Amor
 O nosso primeiro Beijo…
Mil vezes animado;
É um desejo romântico:
Com um entrelaçar agradável.
Os nossos corpos se fundem…
Num fogo de amor que queima;
Nossas almas estão unidas:
Num doce mel de amor.
Temos vergonha do prazer…
Juntos até ao amanhecer;
A chamar para ouvir as estrelas:
Da nossa vida a correr.
A madrugada vai chegando…
Numa brisa suave que nos acorda;
Meu corpo entrelaçado no teu:
E uma voz diz! É um sonho de amor.

Autor: Santa Cruz (Diácono M. Gomes)