Google+ Badge

quinta-feira, 29 de novembro de 2012

A FORÇA DE SER

Quantas vezes me sinto sem forças, até a tua chegada era caudal de pranto que caía no fundo de um poço. Sentia que me faltavam as forças para sair desta amargura, tristezas e dores, que envolvia a minha alma. Estou cheio de frio, para aprender com o sofrimento, esta queda que transformou a minha alma em sabedoria.

Tenho-te dentro de mim anjo querido, só tu me fizeste renascer de novo, és a ferramenta que fez abrir os meus braços para uma vida nova, e manter sempre na minha mente que tu és a flor mais bela da minha alma.

Deus deu-me outros amores, e lindas flores que eu amo e trago no meu coração, mas tu, Gonçalinho és e serás para sempre uma das flores mais belas da minha vida, és alegria da minha alma e do meu ser. Deus há-de velar por todos nós, e nunca deixará que tu, meu lindo anjo deixes de ser alegria eterna dos teus avôs.

És um ser abençoado desde o dia em que nasceste, és um presente dado por Deus aos teus pais e avôs. És um lindo e belo menino que Deus quis por na vida de teus pais. Amo-te do fundo do meu coração e com a força da minha alma, porque vieste iluminar a minha alma e todo o meu ser.

Tudo se transformou na minha vida, que andava um pouco adormecida, porque meu coração sofria e sofre em silêncio, mas com a tua chegada essas minhas dores e sofrimentos amainaram, mas não passaram, deixeis de pensar em algumas coisas da vida, porque não quero que vejas teu avô, com cara de tristeza ou de sofrimento.

Há coisas que eu não posso esquecer, mas tu meu amado neto fizeste com que eu olhasse de outra forma para a minha vida. Com ajuda de Deus, quero ver-te crescer e seres um homem. Hoje que festejamos o teu aninho de vida; não peço mais nada ao meu Senhor e meu Deus, apenas que me deixe viver mais alguns anos, para eu te poder ver ir para a escola. Amo-te Gonçalinho do fundo do meu coração, e um dia quando partir levarte-ei no meu coração.

A MAIS BELA FLOR:

Gonçalinho! És a flor da minha alma…

És pétala de uma bela flor:

Que alegra a minha alma:

E a minha vida e o meu olhar.

És belo e muito belo, és a mais bela flor…

Que eu precisava, para saborear a minha alma;

És a mais bela das flores da primavera:

Tu és o meu pensamento estranho e raro.

Gonçalinho! És a mais bela das orquídeas…

És de uma rara e pura seda;

És uma orquídea muito bela:

Que transformas-te a minha vida.

És flor que curas as minhas lágrimas…

Minhas eternas tristezas e dores.

Oh! Minha bela e doce flor…

Que eu semeei no meu jardim;

És e serás a mais bela e rara flor?

Flor tão bela que estás dentro de mim.

Autor: Santa Cruz (Diácono Gomes)